Quem Somos
O que é a payshop?
payshop é um serviço que permite o pagamento de várias contas como o telefone, eletricidade, água, gás ou TV por cabo bem como o carregamento de telemóveis e títulos de transporte, pagamento de compras efetuadas na internet ou donativos.
O serviço payshop está disponível numa rede nacional de cerca de 4000 Agentes (estabelecimentos comerciais de proximidade como papelarias, tabacarias, quiosques, supermercados...) escolhidos de acordo com rigorosos critérios de segurança e qualidade de serviço.

Totalmente seguro sem necessidade de cartões bancários, registos, digitação de dados ou códigos, mais fácil e gratuito para o utilizador, é um serviço de pagamento que se diferencia pela comodidade e conveniência.
Como funciona
Simples - são 3 passos:

1. Dirija-se a um Agente payshop e apresente:
· a fatura a pagar;
· o nº telemóvel;
· o passe/título de transporte para carregamento;
· a referência para pagamento da compra efetuada na internet;
· ou simplesmente o dinheiro que pretende oferecer como donativo.
2. O Agente payshop regista a operação no terminal. Essa informação é transmitida de seguida para a respetiva empresa emitente.
3. Depois de efetuado o pagamento o Agente entrega-lhe o respetivo recibo comprovativo.
Está concluído o pagamento!

Governo da Empresa
A PayShop (Portugal), S.A. é uma Instituição de Pagamento regulada pelo Banco de Portugal, de acordo com o definido pelo Decreto-Lei nº 242/2012.

ACCIONISTAS

Grupo CTTOs CTT - Correios de Portugal, SA – Sociedade Aberta  são o acionista único da payshop desde 16 de Março de 2004.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

O Conselho de Administração da PayShop (Portugal), S.A. é constituído pelo Presidente Dr. André Gorjão Costa, também CFO dos CTT, pela Administradora Dra. Helena Maria Gameiro Carreira Rodrigues e pela Administradora Dra. Sílvia Maria Correia.

ANDRÉ GORJÃO COSTA
Presidente

HELENA MARIA GAMEIRO CARREIRA RODRIGUESLicenciado em Economia com especialização em Economia da Empresa pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, tendo diversos cursos relacionados com Banca de Investimentos, Estratégia, Liderança e Gestão de Equipas.
Iniciou a sua carreira profissional em 1996 na área de Fusões e Aquisições e Financiamentos Estruturados (Corporate Finance) no Banco Santander de Negócios Portugal tendo participado nas aquisições da Cimpor (Serrana e Cisafra) e Sonae (Cândia) no Brasil, assim como liderou a aquisição da Finca Flichman pela Sogrape na Argentina. Foi também responsável pela montagem do Management Buy Out realizado na Mailtec.
A partir de 2000 integra o Banco Santander Totta onde desempenhou os cargos de Diretor Comercial de Corporate Banking, responsável pelos maiores clientes corporativos. Passou mais tarde Diretor Executivo de Corporate Banking Portugal, sendo responsável pela implementação em Portugal do Modelo de Relação Global do Banco Santander. Neste período, apoiou alguns dos principais clientes do Banco em transações relevantes como foi o caso da aquisição do restante capital da Modelo Continente pela Sonae à Carrefour ou a compra de uma participação de 33,34% na Galp Energia por parte do Grupo Américo Amorim.
Desde 2007 e até ingressar nos CTT, era o Diretor Coordenador de Dívida Estruturada, Mercados de Dívida e Financiamento de Ativos do Santander em Portugal. Nesta função, coordenou a participação do Banco Santander como Mandated Lead Arranger no financiamento em project finance de alguns dos principais projectos realizados em Portugal (Parque Solar de Moura, ENEOP, Generg, etc.), assim como Bookrunner nas emissões de Eurobonds da REN, EDP, PT, entre vários.
De 1998 até 2002 foi professor assistente convidado de Estratégia Competitiva na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa.

HELENA MARIA GAMEIRO CARREIRA RODRIGUES
Administradora e CEO
helena.rodrigues@payshop.pt

HELENA MARIA GAMEIRO CARREIRA RODRIGUESÉ Licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa (curso de 1982) e tem um MBA em Finanças pela mesma Universidade. Em 2007 concluiu o PADE – Programa de Alta Direção de Empresas pela Associação de Estudos Superiores de Empresa (AESE).
Iniciou carreira na Deloitte (ex – Arthur Andersen) em Auditoria, de 1988 a 1991. Trabalhou cerca de 5 anos em gestão de clientes e análise financeira em empresas do setor bancário: a Lusoleasing (atual Millenniumbcp Leasing) e a Deutsche Bank SFAC.
No Grupo Luís Simões foi Diretora de Controlo Financeiro da holding desde 1997, de onde saiu no início de 2001 para integrar a equipa fundadora da PayShop (Portugal) S.A., onde é Administradora desde 2002 e CEO desde 2006.

SÍLVIA MARIA CORREIA
Administradora

CÓDIGO DE ÉTICA

A payshop pauta a sua atuação no mercado pelo estrito cumprimento do Código de Ética do Grupo CTT.
Consulte aqui.

RELATÓRIOS E CONTAS

Para mais informações sobre o Governo da Sociedade, consulte aqui o Relatório e Contas de 2013.

BALANÇOS TRIMESTRAIS

    - 3º trimestre de 2014
    - 2º trimestre de 2014
    - 1º trimestre de 2014
    - 3º trimestre de 2013
    - 2º trimestre de 2013
    - 1º trimestre de 2013
    - 3º trimestre de 2012

Vantagens
Para o Consumidor

Com toda a diversidade de contas para pagar, a necessidade de carregar o telemóvel, o passe... para além das restantes compras e tarefas diárias, nada melhor do que poder tratar de tudo, num só local perto de si.
 
Para facilitar o seu dia-a-dia, os cerca de 4000 Agentes payshop:
  • estão distribuídos por todo o país, em lojas perto de sua casa ou junto ao seu local de trabalho;
  • têm um horário de funcionamento mais alargado e conveniente;
  • foram escolhidos para lhe proporcionar um serviço cómodo, seguro e gratuito.
Experimente! Descubra porquê 2,5 milhões de portugueses já preferem a payshop.
Para o Agente payshop
A payshop proporciona aos retalhistas a oportunidade de pertencerem a uma rede de dimensão nacional, de elevada notoriedade e que oferece inúmeras vantagens:
 
  • oferta de serviço adicional aos seus clientes que passam a poder efetuar todos os seus pagamentos num só local, devido à proximidade de sua casa, local de trabalho ou devido ao horário alargado.
  • possibilidade de atrair ainda mais clientes, que devido à comodidade do serviço passam a preferir a sua Loja, poupando tempo em deslocações demoradas e desnecessárias.
  • Aumento das vendas – está comprovado que quando se deslocam a um estabelecimento comercial para pagarem as suas contas, os consumidores efetuam outras compras.

Cada transação demora apenas alguns segundos, evitando que se formem filas no estabelecimento.
O Agente payshop recebe uma comissão por cada transação sem que tenha qualquer encargo com o serviço.
Todos os custos de montagem do sistema, materiais (terminal, material promocional, rolos...) e comunicações são suportados pela payshop, que faculta ainda ao Agente um serviço de apoio telefónico que funciona de 2ª a 6ª feira das 7h às 24h e aos sábados, domingos e feriados das 8h às 24h, bem como um nº fax gratuito. O processo operacional é da máxima simplicidade para o Agente payshop.

Para as empresas aderentes

Com a crescente competitividade entre as empresas e os cada vez mais elevados padrões de exigência dos consumidores, continuam a ser cruciais em qualquer negócio a inovação e a melhoria do serviço ao cliente, sem no entanto aumentar custos – internos ou transferíveis para os clientes.

A parceria com a payshop vem facilitar o modo de atuação das empresas no mercado:
  • Constitui um meio de pagamento de elevada notoriedade, com claros resultados a nível da satisfação dos clientes, melhoria da liquidez, redução dos riscos de cobrança e de custos diretos e indiretos.

  • Traduz-se num processo de cobrança simples e eficaz. A transmissão dos dados das transações operadas nos terminais payshop é feita diariamente e os fundos são transferidos pelo global num prazo extremamente curto.

FAQs
Empresa
O que é a payshop?
A payshop é a empresa responsável pela implantação em Portugal de um serviço que permite aos consumidores pagar as suas contas domésticas, carregar o seu telemóvel ou títulos de transporte, pagar compras realizadas na internet ou efetuar donativos, de forma fácil, cómoda e segura em cerca de 4000 estabelecimentos comerciais.

Há quanto tempo existe a payshop em Portugal?
O serviço está disponível desde Dezembro de 2001.

De quem é a empresa?
O Capital Social da PayShop (Portugal), S.A. é detido a 100% pelos CTT - Correios de Portugal, SA – Sociedade Aberta, desde Março de 2004.
Serviço
Como funciona o serviço?
Simples – são 3 passos:
1. O consumidor apresenta ao Agente payshop:
· a fatura a pagar;
· o nº telemóvel;
· o passe/título de transporte para carregamento;
· a referência para pagamento da compra efetuada na internet;
· ou simplesmente o dinheiro que pretende oferecer como donativo.
2. O Agente payshop regista a operação no terminal. Essa informação é transmitida de seguida para a respetiva empresa emitente.
3. O consumidor efetua o pagamento ao Agente payshop e recebe um recibo comprovativo.
Está concluído o pagamento!
O que posso pagar através do serviço payshop?
São cada vez mais as empresas que reconhecem no serviço payshop e na sua rede de Agentes a melhor forma de chegar aos seus clientes, algumas proporcionando inclusivamente prazos mais alargados de pagamento através da payshop.
Posso usar o serviço mesmo que uma fatura esteja fora de prazo?
O prazo de pagamento é determinado pela empresa emitente.
Paga-se alguma taxa para utilizar o serviço?
Não, o serviço é inteiramente gratuito para o consumidor.
Onde é que o serviço está disponível?
Para sua conveniência, a payshop estabeleceu uma rede de cerca de 4000 Agentes - existe sempre um Agente payshop perto do seu local de trabalho ou residência, e com horário de funcionamento alargado.
Fiabilidade
O que me garante que o dinheiro que entrego ao agente payshop serve efetivamente para o pagamento que pretendo efetuar?
A payshop garante que o recibo entregue pelo Agente após o pagamento serve de comprovativo. Deve conservá-lo como prova de pagamento.
Os Agentes payshop são escolhidos de acordo com rigorosos critérios de seleção. A credibilidade do estabelecimento comercial e dos seus responsáveis são critérios determinantes.
O meu pagamento é imediatamente creditado na conta da empresa emitente?
Após efectuar qualquer pagamento através da payshop, a informação é transmitida de forma 100% electrónica à respectiva empresa emitente e o valor do pagamento efectuado é de seguida creditado na conta dessa empresa, tão rapidamente quanto o sistema bancário permite.
Como é que posso provar que efetuei o pagamento?
No final do ato de pagamento, juntamente com o troco que tiver a receber, o lojista entrega-lhe um recibo impresso pelo terminal payshop que identifica, entre outros aspetos, o Agente payshop onde realizou o pagamento e a empresa emitente. Deverá guardar esse recibo como prova do pagamento efetuado.
Confidencialidade
Quem é que vai saber quanto é que eu pago às empresas emitentes?
Toda a informação relativa aos pagamentos processados através do nosso sistema é absolutamente confidencial. A informação sobre os dados dos consumidores é codificada e só a empresa emitente a pode descodificar. A payshop apenas tem acesso à identificação da empresa emitente, ao número da fatura/referência e ao respetivo montante.
Meios de pagamento
Que formas de pagamento posso utilizar?
Neste momento, poderá pagar as suas contas em dinheiro.
Veja também
Notícias
©2007 payshop. Direitos Reservados. Desenvolvido por Netmais.